• Thiago Rodrigues

Crescimento Espiritual #3

Série de mensagens refletindo sobre a importância, os princípios e os desafios para o crescimento espiritual



Em nossas primeiras reflexões falamos que o crescimento espiritual é um desafio, em face de nossa natureza caída, por isso mesmo requer investimento, deve ser uma prioridade, algo a que dedicamos nossa atenção, de modo decisivo. Precisamos dedicar tempo ao estudo das Escrituras, necessitamos da prática constante da oração, carecemos de nos dedicarmos ao culto solene ao nosso Deus - o Único digno de nossa adoração -, e precisamos da comunhão com os irmãos.


Vimos também que o crescimento espiritual não é uma constante, mas se realiza através de um longo processo na jornada cristã, repleto de altos e baixos. Mas observamos que, embora seja comum viver estes ciclos, não devemos considerar como natural a estagnação. O avanço é indispensável na vida cristã saudável.


Em resumo: Dissemos até aqui que e preciso crescer na vida cristã, e isso requer dedicação!


Hoje queremos avançar mais um passo nesse tema, pensando nos estímulos para nos engajarmos mais em nosso próprio desenvolvimento como cristãos. Gostaríamos de observar duas fontes de estímulo para o crescimento espiritual:


1. A certeza da graça de Deus em Cristo Jesus


Muitos procuram viver diante de Deus numa posição de mérito. Como se Deus os aprovasse porque se tornaram pessoas melhores. A realidade da vida cristã é inversa. Deus quer que nos dediquemos mais porque já nos admitiu em Sua família, através de Cristo.


Paul Washer, conhecido teólogo norte-americano, usa uma ilustração mais ou menos assim: numa classe de física, matéria avançada, extremamente complexa, 10 alunos se desesperam diante da dificuldade em aprender os conteúdos. Então, vendo o suplício dos alunos, o professor diz a eles que não precisam se preocupar com nota, pois todos já estão automaticamente aprovados. A única coisa com que devem se preocupar é aprender a matéria. Diante de tal notícia, parte daqueles alunos diz: “Já que estamos aprovados, não vamos mais nos preocupar com isso”. Outros, ao receberem a mesma notícia, dizem: “já que estamos aprovados, podemos nos concentrar apenas em aprender a matéria o melhor que pudermos”.


O desenvolvimento na vida cristã segue a lógica do professor da história acima. Jesus já pagou o preço dos nossos pecados. Não precisamos mais nos desesperar quanto à salvação. Isso Ele já resolveu para nós. Precisamos apenas crer n’Ele, e nos dedicar a aprender Seu ensinamento para nossa vida, o melhor que pudermos, para a Sua glória!


O apóstolo Pedro diz exatamente isso à Igreja de seus dias - e também a nós hoje:

"amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis, e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor" (2ª Pedro 3.14-15).


A certeza da salvação para o verdadeiro cristão, o verdadeiro discípulo de Jesus, não é um impedimento ao seu crescimento, mas sim um estímulo, pelo qual o cristão sabe que não pesa mais condenação sobre si. Tem diante de si apenas o chamado amoroso do Seu Bendito Salvador, lhe indicando o Caminho da vida, a trilha da bem-aventurança.



2. A vida de Cristo que é formada em nós pelo Espírito Santo


Apesar de saber que já estamos salvos em Cristo, e que nossa parte é apenas aprender e crescer na fé, mesmo assim, reconhecemos que isso é muito para nós. Somos tão fracos e maus, que nem mesmo somos capazes de ser bem sucedidos nesse empreendimento.


É aí que somos lembrados de mais um estímulo. Deus veio habitar em nós. Ao sermos salvos em Cristo, somos regenerados e selados pelo Espírito Santo. O Espírito Santo vem habitar em nós e nos dar nova vida, em Cristo.


C. S. Lewis, analisando a vida cristã nesta direção, diz que “o cristão acredita que qualquer bem que ele possa fazer” vem “da vida em Cristo que está dentro dele. Ele não acha que Deus nos amará porque estamos sendo bons, mas que Deus nos tornará bons porque Ele nos ama”.


Lewis ainda compara nossa vida ao telhado que brilha sob o sol. Segundo ele, o telhado “não atrai os raios de sol porque é brilhante, mas é brilhante porque o sol irradia sobre ele”. Em outras palavras, se estamos nos desenvolvendo é porque os raios de sol do Espírito Santo estão brilhando em nós e nos dando uma vida mais bela e santificada, que glorifica a Deus.


Sabedores de que Deus proveu vida interior e transformação real pelo Espírito Santo que veio morar em nós, e nos equipa para nossa santificação, sejamos, pois, prontos a seguir seus santos estímulos, que operam em nós para promover uma vida mais consagrada.


Como Paulo diz aos Efésios: “não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.” e “enchei-vos do Espírito” (Efésios 4.30; 5.18b). Precisamos dar ouvidos à orientação de Paulo: “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne.” (Gálatas 5.16).


Com tais palavras, Deus nos lembra através de Paulo que, ao sermos chamados para o crescimento na vida que Ele nos deu em Cristo, fomos também contemplados com a dádiva santíssima de Seu Espírito para nos fortalecer e conduzir neste crescimento, sendo Ele mesmo a fonte de vigor, força, luz e encorajamento que precisamos para isso.


Desta forma, irmãos, estimulados com a certeza da graça e vivificados pelo Espírito Santo, nos dediquemos ao crescimento em graça, em amor, em santificação e em serviço ao nosso Deus, na comunhão da Igreja.




Citações de C. S. Lewis - Cristianismo Puro e Simples


Adquira este livro pelo link:

https://amzn.to/3jFvecD



Obs.: Comprando pelos links do site, podemos receber algum tipo de comissão.








Encontre outros livros de C. S. Lewis:

Kit com 4 Livros:

https://amzn.to/35JYN82

Biografia de Lewis:

https://amzn.to/3kFLrzD

A história da amizade de Lewis e Tolkien

https://amzn.to/35PlaZP